Dúvidas Frequentes
Dúvida

Lipoaspiração

1. O que é lipoaspiração? Qual a diferença entre lipoaspiração convencional e lipoescultura?

A lipoaspiração é uma cirurgia cujo objetivo é a redução do volume de gordura corporal em áreas localizadas, propiciando ao paciente melhor contorno corporal. Durante a cirurgia, a gordura é retirada da camada de células mais profunda, que não se modifica consideravelmente com a perda ou ganho de peso. Sendo assim, ao contrário do que muitos pensam, a lipoaspiração não é indicada para perder peso, uma vez que a maior mudança acontece na silhueta corporal e não na balança.

Já na lipoescultura, como o próprio nome diz, o cirurgião plástico esculpe o corpo, utilizando parte da gordura aspirada para preencher outras regiões, como os glúteos, culotes, sulcos da face ou qualquer outra região do corpo que apresente depressões passíveis de serem corrigidas pela lipoescultura (também chamada de lipoenxertia).

2. Como saber se tenho indicação para realizar lipoaspiração?

Para que seja possível realizar a lipoaspiração, existem duas indicações básicas, apresentadas a seguir:

a) Pacientes com gordura localizada e em seu peso ideal ou próximo dele, pois a lipoaspiração tem a função apenas de modelar a silhueta corporal.

b) Pacientes com pele de boa qualidade, sem flacidez e com boa elasticidade, pois a lipoaspiração retira excessos de gordura e não de pele. Após a cirurgia, você dependerá da retração da pele nos locais lipoaspirados, por isso, caso tenha grande flacidez, após a lipoaspiração poderá restar excesso de pele que interfere no resultado final da cirurgia.

3. Qual o tipo de anestesia utilizada?

Poderá ser utilizada anestesia local, local com sedação, peridural ou anestesia geral, dependendo da área a ser operada e do volume de gordura a ser aspirado.

4. Qual o período de internação?

Geralmente, de 12 a 24 horas, dependendo da extensão da lipoaspiração e da anestesia utilizada.

5. Quanto tempo dura a cirurgia?

Depende basicamente da extensão da área a ser lipoaspirada. Pequenas lipoaspirações podem durar 1 hora, enquanto cirurgias de maior extensão corporal a ser lipoaspirada podem durar até 5 horas.

6. Existe algum limite de gordura a ser lipoaspirado na cirurgia?

Sim. Inúmeros centros de pesquisa ao redor do mundo elucidaram que o limite seguro de gordura a ser aspirado na cirurgia não deve ultrapassar 5 a 7% do peso corporal do paciente ou 40% da área corporal total. Isso significa que, caso você pese 60kg, o limite seguro de gordura a ser retirado na cirurgia será entre 3 e 4 kg.

Esse limite é importante e deve ser seguido na cirurgia para sua segurança, pois volumes maiores que os especificados trazem mais riscos do que benefícios, podendo ocasionar problemas como anemia, desidratação pós-operatória, fraqueza e maior risco de infecção cirúrgica pela duração excessiva da cirurgia.

7. As cicatrizes da lipoaspiração são grandes? Onde ficam localizadas?

As cicatrizes da lipoaspiração são muito pequenas, medindo entre 5 e 10 mm. Além de pequenas, ficam localizadas em áreas escondidas no corpo, como na área do biquíni, no sulco mamário, dentro do umbigo, no sulco glúteo ou na prega dos cotovelos, dependendo das áreas a serem lipoaspiradas. Como são muito pequenas, geralmente adquirem qualidade boa e dificilmente evoluem com alterações cicatriciais, como queloides e cicatrizes hipertróficas.

8. Em quais regiões do corpo é possível realizar lipoaspiração?

O objetivo da lipoaspiração é a retirada de gordura localizada, portanto pode ser realizada em local com acúmulo natural da mesma. As regiões mais frequentemente lipoaspiradas são abdômen, flancos (gordura lateral do abdômen), dorso, coxas, culotes, pernas, braços, pescoço e face. Não se faz lipoaspiração em regiões articulares, como cotovelos, ombros, tornozelo e região posterior dos joelhos.

9. É necessária a utilização de dreno após a cirurgia?

Não são utilizados dreno em lipoaspirações pequenas. Já nas lipoaspirações maiores e, principalmente, se associadas a outros procedimentos, como abdominoplastia, drenos poderão ser utilizados por um curto período (de 2 a 5 dias), drenando secreções acumuladas nos locais lipoaspirados e auxiliando na regressão do edema e equimoses pós-operatórias.

10. Por quanto tempo deverei utilizar a cinta (macaquinho) no pós-operatório?

A cinta deve ser utilizada por cerca de 2 meses após a cirurgia. No primeiro mês, deve ser usada 24h por dia, só a retirando para o banho e higiene pessoal. No 2º mês, é permitido ficar algumas noites sem a utilizar, dependendo da avaliação do cirurgião plástico. É importante saber que a utilização incorreta da cinta manterá as regiões lipoaspiradas inchadas por mais tempo, comprometendo o resultado final e a qualidade da cirurgia.

11. Sentirei muita dor no pós-operatório da lipoaspiração?

O limiar de dor após a cirurgia é extremamente variável entre os pacientes. A sensação mais comumente referida é um certo desconforto provocado pelo inchaço e dor da área operada, no entanto é facilmente tratada com analgésicos e anti-inflamatórios comuns. A dor é mais frequente nos primeiros 3 a 5 dias de cirurgia, depois praticamente desaparece, não necessitando mais ser tratadas com analgésicos. Algumas inovações técnicas recentes, como a utilização da vibrolipoaspiração, provocam menos dor no pós-operatório da lipoaspiração, como explicado anteriormente. Menos dor significa uma recuperação mais rápida ao paciente e um retorno mais breve às suas atividades profissionais e esportivas. No entanto, vale ressaltar que quanto maior o repouso da paciente, principalmente na 1ª semana, menor será a dor.

12. Como ficará a sensibilidade de área operada?

Quando a cânula de lipoaspiração aspira a gordura, apesar do cuidado e da utilização da técnica adequada da cirurgia, ela raspa em pequenos nervos, o que promove a sensibilidade da região. Sendo assim, ocorre uma alteração de sensibilidade no local em decorrência do trauma cirúrgico provocado pela lipoaspiração/lipoescultura. Esta diminuição de sensibilidade tende a retornar gradativamente com o tempo e o prazo de retorno varia entre os pacientes. Esta diminuição de sensibilidade é referida por vezes como insensibilidade ou amortecimento local.

13. Como é a recuperação pós-operatória da lipoaspiração/lipoescultura?

Após a realização da cirurgia, o paciente sai da sala de operação com um novo perfil corporal, porém este estará obscurecido pelo edema (inchaço). O edema e a equimoses (manchas roxas) são mais intensos nas primeiras duas semanas e gradualmente vão desaparecendo. Um edema residual e leve é esperado até o 6º mês após a cirurgia.

Ao final do primeiro mês, quando começa a ocorrer a melhor absorção do edema pós-operatório (redução de 70-80% no primeiro mês), é comum o surgimento de áreas endurecidas e pequenas nodulações devido a fibrose (cicatrização interna natural em qualquer processo cirúrgico). Estas áreas endurecidas vão sendo gradualmente dissolvidas até o 4º mês de pós-operatório com o auxílio das drenagens linfáticas.

A retração da pele esperada após a lipoaspiração ocorre do 3º ao 6º mês após a lipoaspiração e sua intensidade depende da qualidade da pele. Isso significa que peles de boa qualidade, sem estrias ou flacidez, têm capacidade muito maior de retração, promovendo melhor resultado estético em comparação às peles com estrias e flacidez.